10 Dicas Financeiras para você administrar o dinheiro da forma correta

10 Dicas Financeiras para você administrar o dinheiro da forma correta

Tempo de leitura: 8 minutos

Quer algumas dicas financeiras para aprender a administrar o seu dinheiro? Confira!

Introdução

Administrar o dinheiro pode até parecer uma tarefa fácil, mas, para alguns, é algo complicado e trabalhoso. Veja aqui que isso pode realmente não ser tão difícil se seguir estas dicas.

Uma coisa que sempre me perguntam é “qual é o melhor investimento?” Eu respondo que o melhor investimento, que irá trazer os melhores juros e benefícios, é em conhecimento, pois este vai fazer com que você não perca dinheiro e evite muitas dores de cabeça.

Além de investir em conhecimento, vou te apresentar essas 10 dicas para você se tornar um expert em finanças e investimentos. Vamos lá?!

1. Guarde 10% de tudo que ganhar

Pessoas bem sucedidas financeiramente sempre dizem: “pague a si mesmo primeiro”.

A ideia aqui é que você separe pelo menos 10% do que ganha imediatamente, antes mesmo de olhar para as contas ou itens de lazer. Entrou R$ 1.000,00? Separe R$ 100,00 agora mesmo para investir. E quanto antes você fizer isso, melhor para você.

Essa atitude, além de garantir a construção do seu patrimônio, cria um hábito financeiro muito saudável que você poderá passar para as suas gerações.

Aqui nesse blog eu tenho outros artigos onde ensino a investir da melhor maneira. Vale a pena conferir!

Como investir bem com apenas R$ 1

2. Reinvista todo rendimento de seus investimentos

Aqui está o pulo do gato. Sabe aqueles 10% que acabamos de aprender no item anterior? Se você achou que no futuro eles serviriam para gastar em viagens, carros ou qualquer item que seja seu sonho de consumo, sinto lhe informar mas essa não é a intenção. Todo o rendimento deve ser reinvestido.

Aí você pode pensar: mas de que adianta ter dinheiro se eu não vou usá-lo?

A ideia é que você construa patrimônio, e não apenas poupe uma quantia todo mês. O seu patrimônio é a sua real riqueza, o resto é ilusão. De nada adianta ter um salário ou lucro gigantesco na sua empresa se no final do ano você não tiver guardado nada.

3. Nunca gaste mais do que ganha

Essa é uma dica óbvia, certo? Bom, nem tanto. A maioria das pessoas sabe que não deve gastar mais do que ganha, mas ainda assim continua cometendo o mesmo erro repetidas vezes e entrando em dívidas gigantescas já que o Brasil possui uma das taxas de juros mais exorbitantes do planeta.

E isso é pela facilidade na hora de pegar empréstimos do cheque especial ou cartão de crédito.

4. Invista em você mesmo, invista em conhecimento

A grande maioria das pessoas associam uma melhor qualidade de vida com a necessidade de ganhar mais dinheiro, mas isto não é necessariamente verdade.

Existem diversos casos de pessoas que ganham muito dinheiro, mas permanecem endividadas.

Pessoas precisam de educação financeira, pois suas prioridades geralmente são voltadas ao consumo imediato como se não houvesse amanhã.

Investir em sua educação financeira não te proporcionará apenas o melhor conhecimento sobre onde investir e obter o melhor retorno para o seu dinheiro, também fará você adquirir hábitos saudáveis como o de pagar a si mesmo.

5. Fuja dos financiamentos com parcelas pequenas e juros altos

Quando desejamos um bem de consumo, muitas vezes somos atraídos por financiamentos com parcelas bem baixas. Quem nunca não é mesmo? Porém, é bom ficar alerta, pois na grande maioria das vezes, parcelas pequenas representam juros altos.

Basta nos colocarmos no lugar da empresa que está vendendo o produto ou serviço: eles precisam lucrar e o financiamento nada mais é do que um empréstimo. Ou seja, precisa ser vantajoso também para quem empresta, senão a negociação não faz sentido. Portanto, fique atento! De maneira geral, quanto menos tempo você levar para quitar um financiamento, menos juros pagará. Sem falar que isso permitirá administrar melhor seu dinheiro.

Mesmo que o financiamento seja curto, pense bem antes de parcelar uma compra ou pegar um empréstimo: estas devem ser sempre a última alternativa. O bom e velho pagamento à vista continua sendo a melhor opção, principalmente para quem costuma ter dificuldades em manter a organização financeira em dia e um bom planejamento.

6. Pesquise sobre títulos públicos, fundos de investimentos ou ações

Se você seguir à risca a recomendação da primeira dica e guardar 10% de todo o dinheiro que ganhar, em breve terá uma boa quantia para investir. Nesse caso, é bom começar a pesquisar desde já por formas de aplicar o dinheiro.

Como receber aluguel todo mês sem ter um único imóvel

Aqui, vale ressaltar que a paciência é uma grande aliada.

Muitas vezes pessoas começam a investir sem ter conhecimento e o resultado final é impaciência e frustração. Então volto a reforçar, busque conhecimento antes de fazer qualquer investimento e claro, vá para ação, pois muitas pessoas buscam conhecimento e demoram a executar.

7. Cuidado com o cartão de crédito

Sem dúvida nenhuma, o cartão de crédito é um dos maiores vilões da vida financeira das pessoas. Portanto, se você quiser administrar seu dinheiro com eficiência, é preciso tomar cuidado com ele. Muitas pessoas tem atitudes radicais como quebrar o cartão… enfim, cada um conhece os seus pontos fortes e fracos não é mesmo?

O que muitos não percebem é que quando se faz uma compra com cartão de crédito, está na verdade gerando uma dívida para ser paga depois. No caso das compras parceladas, é uma dívida que vai durar muito tempo até ser paga completamente.

Lembrando que dívida é diferente de inadimplência.

Quando você parcela, você está fazendo uma dívida e caso você não pague essa dívida, você está se tornando um inadimplente.

Isso é perigoso por dois motivos, o primeiro deles é porque no final das contas você estará somente postergando um pagamento que deveria ser feito no momento da compra, perdendo o controle e foco das usas finanças, pois isso estimula outros gastos a curto prazo.

O segundo motivo é que a chance de comprometer a sua renda nos próximos meses é alta e isso pode prejudicar os seus gastos futuros que são essenciais, colocando a sua situação em um cenário que precisará retirar dinheiro das suas reservas ou contrair uma dívida com juros no próprio cartão. Isso realmente não é nada bom!

Lembre-se que os juros do cartão de crédito são um dos mais altos do planeta, então fuja deles.

8. Tenha metas financeiras

Uma das maneiras mais naturais de manter o controle e administrar seu dinheiro de forma correta é colocar uma meta maior como algo que deve ser alcançado. Dessa maneira você condicionará sua mente de que todo o esforço valerá a pena.

Então, nada melhor do que transformar seus sonhos nesses objetivos. Por exemplo, que tal colocar como objetivo: comprar um celular novo, trocar de carro, comprar um apartamento ou então fazer aquela viagem dos sonhos?

Dessa forma, as chances do seu planejamento dar certo é muito maior, além de que quando você abrir mão de algum gasto desnecessário, será algo muito mais prazeroso, pois você saberá que é por um bom motivo.

9. Transforme um gasto variável em fixo

Determine uma meta, um valor fixo para os seus gastos com despesas variáveis. Eles são muito importantes, mas é preciso cautela para eles não se tornarem os vilões do seu orçamento.

Planilha de Orçamento Pessoal

10. Comece com uma Reserva de Emergência para se proteger de imprevistos

Por fim e não menos importante, estar ciente que imprevistos acontecem e que você precisa estar preparado para não comprometer seu orçamento financeiro é muito importante.

A reserva de emergência impedirá que você caia em armadilhas como o uso do cheque especial ou um empréstimo bancário. Além disso, é da reserva financeira que serão feitas as retiradas de dinheiro sempre que for preciso.

Você pode construir sua reserva levantando qual o seu gasto mensal e multiplicar por 6 meses (caso você tenha um trabalho fixo) ou multiplicar por 12 meses caso você seja autônomo.

Conclusão

Tenha sempre em mente que nenhuma das dicas sobre administrar o dinheiro funcionará se faltar uma coisa, a prática. A teoria é muito bonita, mas para funcionar precisa da ação. E só você pode fazer isso. Muito obrigado por chegar até o final deste artigo e até o próximo!

3 Conselhos que eu gostaria de ter recebido quando quis começar a Investir