6 Hábitos mais do que necessários para um vida financeira saudável

Tempo de leitura: 5 minutos

O equilíbrio financeiro exige bons hábitos

Introdução

O dinheiro, ou melhor, a falta de dinheiro é a maior causa de estresse nos lares brasileiros. O problema em si não é o dinheiro, mas sim as situações que a falta de dinheiro acarreta no cotidiano das pessoas. O problema é bem sério e pode desencadear depressão, ansiedade, aumento ou perda de apetite e, principalmente, um abalo na autoestima, conforme mostra o artigo abaixo:

“Falta de dinheiro e dívidas abalam a autoestima”

Veja também esse outro artigo:

“Falta de dinheiro é principal causa de estresse”

Por isso que manter o equilíbrio nas suas finanças é requisito básico e mais do que necessário para não só manter a sua vida financeira saudável, mas para que a sua saúde mental e física também sejam preservadas.

Agora responda a si mesmo: a falta de dinheiro está acarretando direta ou indiretamente algum outro problema em minha vida?

Veja então 6 hábitos que, se seguidos a risca, o farão ter um equilíbrio financeiro e uma vida, de um modo geral, muito mais tranquila.

NÃO GASTAR O DINHEIRO ANTES DE RECEBÊ-LO

Muitas pessoas encontram dificuldades em poupar uma parte do que recebem, nem que seja uma pequena parte. Outras porém, gastam, inclusive, antes de receber.

Gastar antes de receber é um erro crasso para quem está buscando educação financeira. E se você chegou até este blog significa que você está sim buscando educação e conhecimento.

O fato é que gastar um dinheiro sem tê-lo é criar uma dívida que você ainda não tem 100% de certeza se poderá pagar.

Fazer isso é também o primeiro passo para criar péssimos hábitos com relação às finanças pessoais.

GASTAR MENOS DO QUE GANHA

Regra de ouro das finanças. Se eu pudesse te dar somente uma dica financeira, seria essa: gaste menos do que você ganha!

Para fazer isso você precisa se adequar a um determinado padrão de vida que se encaixe no seu salário. Se o que você recebe mensalmente não é um valor fixo, você deve ter ainda mais cuidado.

Para te ajudar nessa fase, confira estes 5 passos:

  1. Reveja o seu padrão de vida atual, será necessário reavaliar alguns conceitos
  2. Analise também os pequenos gastos, um pequeno vazamento pode afundar um navio gigantesco
  3. Faça um diagnóstico financeiro através de um controle de orçamento. Utilize planilhas financeiras
  4. Tenha como prioridade seus sonhos e objetivos
  5. Mude o que precise ser mudado

TER O CONTROLE DO ORÇAMENTO

O controle orçamental é onde você identifica para onde o seu dinheiro vai. Se você ainda não faz, faça! Tenho certeza que encontrará gastos desnecessários. E essa é a ideia de um controle de orçamento: cortar o que é desnecessário.

A questão básica para manter um orçamento sob controle é anotar absolutamente todos os gastos. Para isso você pode usar uma planilha financeira no seu computador, um aplicativo no celular ou até, caso prefira, anotar tudo em uma folha de papel.

Com o seu orçamento em dia e sob controle será possível diminuir despesas que não são impreterivelmente necessárias e que podem ser alocadas em despesas de lazer durante o mês, por exemplo, ou até fazer parte de uma poupança para uma viagem de férias.

AUMENTO DE RENDA NÃO SIGNIFICA MAIS GASTOS

Eis o principal motivo pelo qual a grande maioria não passa da pobreza para a riqueza. O maior motivo de estagnação financeira.

Mais gastos a partir do aumento de renda faz com que não acumulemos patrimônio, nos faz manter num padrão medíocre de dinheiro.

Não sei se você já percebeu, mas dinheiro com conhecimento gera muito mais dinheiro e só assim você conseguirá almejar um futuro financeiro próspero.

Já ouviu falar da “Corrida dos ratos”? O conceito foi apresentado por Robert Kiyosaki no livro “Pai Rico Pai Pobre” e ilustra bem o que expliquei aqui nesses últimos parágrafos que você leu.

Confira aqui alguns resumos de importantes livros sobre finanças e investimentos.

APRENDA A INVESTIR INTELIGENTEMENTE

Se você investe na Poupança (sim, ela é um investimento), você investe. Mas investe bem, investe inteligentemente? Com certeza não! A Poupança não é nem de longe uma boa opção de investimento e, por isso mesmo, muitos nem a consideram como forma de investimento.

Veja esse artigo:

“Por que a Poupança sempre será Poupança e isso é muito ruim”

Portanto a busca pelo conhecimento financeiro deve ser uma constante em nossas vidas.

Investir de maneira inteligente contribui para um futuro financeiro saudável.

COMECE PEQUENO, MAS SONHE GRANDE

O que você mentaliza é o que você alcança

Não estou falando de simples desejos, falo de vontade e ação aliadas com foco e objetivo. Fórmula mais do que comprovada por todos que sonharam alto.

Com o dinheiro não é diferente. Se você acredita que o seu dinheiro é somente para pagar contas e sobreviver, é desse jeito que acontecerá. Acredite, você pode e conseguirá muito mais do que isso. Acreditar é o primeiro passo.

Para entender bem como nossos pensamentos moldam o nosso modelo de dinheiro não existe indicação melhor do que ler “Os Segredos da Mente Milionária”.

Conclusão

Conseguiu perceber a vital importância de bons hábitos financeiros?

Uma mudança de hábito não é um processo simples, mas ele tem começo nos seus pensamentos e no que você conhece e ouviu falar.

Portanto, ao fazer mudanças de hábitos para melhor, talvez você encontre dificuldades, mas acredito que já tenha percebido a importância que isso tem.

Se ainda lhe restou alguma dúvida, confira também esse artigo:

“7 Sinais de que você precisa de ajuda com as suas Finanças”