Como fazer o seu dinheiro render mais, muito mais

Tempo de leitura: 4 minutos

Descubra 3 excelentes modos de fazer o seu dinheiro render mais

Introdução

Já teve a sensação de ver pessoas que tem o mesmo salário que você ou que ganham até menos aparentarem ter bem mais?

Das duas uma: ou essas pessoas vivem só de aparência e na verdade tem menos do que aparentemente tem ou essas pessoas realmente sabem fazer o dinheiro render.

De antemão já te adianto que as pessoas do segundo grupo existem em menor número e não é necessário nem pesquisa para descobrir isso.

E é de pessoas como essas últimas que vamos falar por aqui.

Veja então 3 excelentes formas de ver o seu suado dinheiro render mais.

Controlando o seu orçamento

Conforme o tempo passa vamos acumulando mais e mais contas e gastos diversos. Assinamos um bom pacote de TV, um excelente plano de internet (afinal não queremos que ela acabe ou diminua de velocidade, é inadmissível ficar sem internet), adquirimos um plano na Netflix, outro no Spotify e assim por diante. Contas e mais contas. Compramos eletrodomésticos que usamos pouco ou nem usamos. Roupas novas vão rapidamente para o fundo da gaveta (aliás, já reparou como usamos sempre as mesmas roupas? O Princípio 80/20 explica muito bem isso). Por falta de controle contas atrasadas nos geram juros a pagar. E por aí vai…

No final das contas não percebemos quantas coisas desnecessárias acumulamos. Talvez você esteja pensando que com você é diferente, mas tenho quase certeza de que não é.

O que nos resta é fazer um controle de orçamento através da anotação de todos os nossos gastos mensais em alguma planilha. Só assim é possível perceber para onde está indo o dinheiro.

Enxugue seus gastos de forma que mantenha o necessário à sobrevivência e ao lazer.

Você descobrirá que por diversas vezes o seu dinheiro estará indo para o ralo.

Se você nos acompanha por aqui, já deve ter ouvido falar sobre contas digitais gratuitas e cartões de crédito sem anuidade. O que pode te gerar uma economia de mais de 500 reais por ano.

Caso queira economizar e ainda receber mais diversas outras dicas financeiras acesse o eBook “Dicas Financeiras”.

Entendendo o valor do dinheiro no tempo

Não tem como falar sobre como fazer seu dinheiro render sem falar sobre o valor que ele tem conforme o tempo passa.

Para isso podemos citar 4 principais fatores ligados ao tempo.

São eles:

  • risco de crédito;
  • remuneração;
  • custo de oportunidade; e
  • inflação.

Para que você entenda de um modo simples como funciona cada um, vamos fazer um breve exercício.

Acompanhe!

Digamos que eu peça emprestado a você o valor de R$ 1.000,00 e você, boa pessoa que é, me empresta. O trato seria eu devolver o mesmo valor ao final de um ano.

Agora entenda o valor do dinheiro no tempo!

1. RISCO DE CRÉDITO: Será que um dia irei te devolver esta quantia?

2. REMUNERAÇÃO: Se você não me emprestasse essa quantia, quanto poderia ganhar com rendimento de algum investimento?

3. CUSTO DE OPORTUNIDADE: O que você poderia fazer com esse dinheiro nesse período? Comprar um carro, viajar, ou até investir?

4. INFLAÇÃO: Ao final de um ano esses R$ 1.000,00 terão o mesmo poder de compra? Um bem de consumo não costuma variar de preço conforme o tempo passa?

Continua achando que tempo não é dinheiro?

Investindo em conhecimento

Uma das frases que mais me inspira é essa:

Investir em conhecimento rende sempre os melhores juros

De fato Benjamin Franklin disse uma das maiores verdades do mundo. E no mercado financeiro não é diferente. O dinheiro flui de quem não tem conhecimento sobre ele para quem tem.

Logo, para fazer o seu dinheiro render mais, e eu diria bem mais, é necessário dar um passo para trás, ou seja, gastar, ou melhor, investir em conhecimento, para depois dar no mínimo três passos para frente. É assim que crescemos. E isso deve ser uma constante em sua vida

Conclusão

Você se lembra que comentei no início do artigo sobre aquelas pessoas que ganham o mesmo que você e fazem o dinheiro render mais? Pois então, esse agora é um objetivo atingível para você.

Agora tenha em mente que somente a leitura não te levará a lugar nenhum sem a prática do que foi aprendido. Aplique seus conhecimentos no dia-a-dia. Afinal, poucas pessoas procuram conhecimento, das que procuram, poucas tentam entender o que foi passado, destas, muito poucas põe realmente em prática.

Veja também: “3 Conselhos que eu gostaria de ter recebido quando quis começar a Investir”.