Como sair das dívidas

Tempo de leitura: 5 minutos

Só quem tem dívidas sabe como é perder o sono por não saber como pagá-las. A verdade é que as dívidas atrapalham o bom humor de qualquer um. Mas como eu, Kalina, criadora da Jornada Rica não quero que esse seja um problema para você, vou te explicar como você pode sair das dívidas para começar a investir.

Alguns passos aqui podem parecer bem simples e é importante que você os siga à risca. Não há fórmula mágica para esse problema, mas com disciplina você pode realmente mudar a situação. Vamos lá?

Para sair das dívidas comece sabendo tudo o que você ganha e gasta

Saber quanto você ganha e gasta é uma questão essencial para começar tudo. Quando eu falo isso, eu quero dizer quanto entra e sai da sua conta todos os meses. Para quem tem salário fixo, esse passo é mais simples, mas para quem tem negócio próprio ou é autônomo, já se esbarra em outras dificuldades e é preciso fazer a média dos últimos 3 meses.

Então, escreva tudo em um Caderno ou em uma Planilha de Orçamento Pessoal. Após ter feito isso, duas coisas podem acontecer: você vai se surpreender porque ganha menos do que imagina ou vai se sentir mal por ver quanto você realmente ganha e não sobra no final do mês.

Fez essa parte? Então, o próximo passo é saber quanto em despesas você tem. Essa é a parte mais importante do seu balanço. Escreva primeiramente todas as suas contas importantes: água, luz, internet, gás, etc. Depois adicione as despesas com o trabalho: transporte, alimentação fora de casa, material (se houver), sugiro fazer o download da Checklist de Orçamento Pessoal para completar com todas as categorias da sua vida financeira.

Para essa última parte você pode contar com a ajuda do seu aplicativo do banco ou cartão de crédito para ver o quanto você tem gastado ao longo do mês.

Tenha certeza que você vai perceber que suas despesas são muito maiores do que você pensava. Porém, não se preocupe, o primeiro passo você já deu.

Agora, você precisa saber quais são as suas dívidas para criar estratégias para quitá-las. Separe dívida por dívida em várias categorias. Por exemplo: renegociação, empréstimos, financiamentos, etc.

Sem saber o quanto você deve, dificilmente você vai conseguir sair do lugar. Por isso esse passo é muito importante! Mas ainda não decida o que pagar, vou te ajudar nisso, ok?!

dívidasO que pagar e quando pagar?

Sair das dívidas envolve planejamento e disciplina. Pense de forma inteligente agora. Faça as seguintes perguntas:

  • Qual dívida é mais urgente? Você precisa focar no financiamento do carro já que ele é sua ferramenta de trabalho, por exemplo.
  • Qual a dívida tem maior juros? Essas podem se tornar uma bola de neve se você não priorizá-las
  • Alguma dívida tem aspecto emocional? Você tem dívidas com alguém como pai, irmão, irmã, amigos ou com o dono da lojinha da esquina que sempre conversa?

Depois de responder essas perguntas, pode criar estratégias para quitar suas dívidas. Sugiro começar com a que tem maior juros mas se tiver dívidas sem juros com aspecto emocional, opte por pagá-las também. O que você pode fazer é separar uma parte do seu dinheiro para cada uma delas e ir pagando aos poucos.

sair das dívidasÉ muito provável que você tenha que mudar os seus hábitos financeiros: usar menos ou até cancelar o seu cartão de crédito, diminuir despesas não tão importantes como lazer e viver com o essencial. Para pagar as suas dívidas, você precisa viver com bem menos do que você ganha. Se você mora em um aluguel caro, tente mudar para um mais barato e saiba que esse sacrifício faz parte do aprendizado.

Você pode também fazer horas extras ou então conseguir uma Renda Extra. Quando falamos em dívidas, pensamos em curto prazo, nada de pensar em abrir negócios.

Negócios demoram para render algo e mesmo quando isso acontece é bom que você reinvista para que ele cresça. É melhor ser um autônomo vendendo coisas de porta a porta do que tentar abrir negócios quando se está com dívidas com esperança de que vai resolver o seu problema.

dívidasOrdem de pagamento

A estratégia para quitar dívidas tem uma ordem correta, primeiro pague as com maior juros (como falei acima) e as que tem valor emocional (você não quer brigar com seu amigo porque está devendo, concorda?). Se não der para pagar de uma vez, então busque negociar.

Grandes dívidas normalmente saem do controle por causa de juros, então não fique deixando para depois. É lógico que o banco sabe que você não vai pagar R$ 210 mil por um empréstimo que começou com 15 mil. Você pode juntar uma boa parte do dinheiro e ir negociar. Quem sabe você não termina pagando menos do que começou?

E assim, comece a acabar com as dívidas, uma por uma.

dinheiroComo se proteger no futuro

É bom não voltar para essa situação, então além de sair das dívidas, você precisa criar uma reserva. Por isso pegue sempre de 10 a 30% das suas entradas e crie uma reserva de emergência que pague suas contas de 6 meses a 1 ano. Isso vai demorar um tempo para construí-la, mas vai te impedir de entrar em novas dívidas.

Essa será uma reserva de emergência, não é para ser tocada exceto em casos extremos como dívidas com saúde, acidentes, desemprego ou algo parecido.

Depois de sair das dívidas e ter a sua reserva de emergência, você pode começar a investir e com apenas 1 REAL. Com alguns anos de disciplina, o seu dinheiro começa a render e você poderá parar de trabalhar. Um sonho de muitos!

Agora me conta, o que você vai fazer para sair das dívidas e se tornar um investidor? Clique aqui para acompanhar outras dicas da Jornada Rica.

Abraços,

Kalina

Anúncios