Descubra como sair das dívidas o quanto antes

Descubra como sair das dívidas o quanto antes

Tempo de leitura: 5 minutos

Não deixe que as dívidas te tirem o sono

Introdução

As dívidas afetam gravemente a vida financeira de uma pessoa. E não é somente a vida financeira que fica comprometida, a vida social e a mente também recebem e transparecem reflexos negativos. Reflexos que talvez nem cheguem a ser percebidos, por isso julgo importante a leitura desse texto. Mas se você está endividado, saiba que não está sozinho.

“Um em cada quatro brasileiros tem dívidas em atraso, mostra pesquisa”

Conheço pessoas que querem muito economizar e investir, mas que ainda ficam presas a aspectos sociais. Essas pessoas, mesmo endividadas, continuam comprando itens de luxo como roupas caras e continuam saindo com amigos para restaurantes caros, como se a aparência fosse mais importante do que a companhia.

Sobre o aspecto financeiro não preciso nem falar muito não é mesmo?! A pessoa endividada pode estar deixando de realizar até mesmo alguns sonhos, como uma viagem, por conta da má gestão do próprio dinheiro.

Uma última reflexão antes de continuar a leitura: não ignore as dívidas!

Parando de errar

O primeiro ponto chave do endividado é parar de errar. Mas o que é “parar de errar”? O problema de quem possui dívidas já há um bom tempo não é só a falta de dinheiro para quita-las, mas sim a “cabeça”.

Só quitar as dívidas pode não ser a solução por completo. É como o viciado em jogos que para de jogar por um tempo e depois volta. Lógico que o problema do viciado em jogos pode ser muito maior, mas faço a comparação para que você entenda que o mal deve ser cortado, literalmente, pela raiz. Eu não quero que um leitor meu se livre das dívidas e, depois de um tempo, volte a elas pelo mesmo motivo.

Então, primeiro de tudo, pare de errar. Para isso descubra o que te levou ou tem te levado ao status de endividado.

Uma dica para tentar diminuir os gastos? Segue abaixo! 👇

decisão de compra

Quando devo quitar as dívidas?

A melhor hora sempre é agora! Soa bem clichê, mas é assim mesmo que deve ser. A melhor hora para começar uma dieta é agora e não na segunda-feira. Do mesmo modo que para se preparar financeiramente a melhor hora também é agora, por mais que talvez não aja tempo hábil.

Gosto de incentivar também as pessoas a acreditarem. Se você não acredita já está no caminho errado, pois acabamos criando uma crença limitante de que não é possível e isso fica fixo na nossa cabeça.

Gerar uma nova fonte de renda e com isso receber dinheiro extra é a dica aqui. Mas nem sempre um aumento de renda significa alívio, pois tendemos a aumentar também os gastos e é justamente isso que não deve acontecer.

Quais são os primeiros passos para se livrar das dívidas?

Como falei anteriormente é preciso primeiro parar de errar. Ou seja, pare de criar mais dívidas, pare de gastar. Depois de parar de errar é preciso agir de modo diferente, senão a pessoa voltará a fazer novas dívidas.

Algo prático a se fazer é renegociar a dívida. Isso é um ponto crucial. Trocar uma dívida por outra também é uma saída para diminuir, ao menos, os juros cobrados. Temos os juros do cartão de crédito e do cheque especial como os mais altos. É preciso fazer as contas, mas na maioria das vezes um empréstimo é mais interessante para pagar essas dívidas e assim trocar uma dívida por outra, porém agora com juros menores.

Depois que sair das dívidas é necessário reservar um valor mensal para poupar visando possíveis imprevistos e para evitar a contração de novas dívidas. Imprevistos sempre surgem. Cabe a cada um estar preparado.

Quitar as dívidas logo ou investir mesmo endividado(a)?

Normalmente eu aconselho pagar as dívidas antes de investir. Só seria interessante investir mantendo uma dívida caso queira adquirir o hábito de investir e, mesmo assim, deveria fazê-lo com pouco. Lógico que estou tratando as dívidas de um modo generalista, pois cada caso específico deve ser analisado fazendo-se as contas na ponta do lápis.

Mas veja em uma imagem o porquê de eu aconselhar quitar as dívidas antes de investir.

dívidas

Percebeu que as dívidas crescem mais do que os investimentos?

Como manter o orçamento pessoal em dia?

Para alguém que é do tipo descontrolado com as finanças pessoais e não sabe para onde vai o dinheiro, não tem outra saída senão anotar todos os gastos, até os pequenos. Pode anotar em um caderno, no celular ou em uma planilha financeira, o que achar melhor.

Quem nunca fez isso irá notar que pequenos gastos, que a princípio parecem insignificantes, irão fazer toda a diferença no orçamento. Chamamos esses gastos de gastos invisíveis, que de invisíveis não têm nada.

Eu costumo dizer que aprender a controlar o orçamento é o modo mais prático de cortar gastos, sair das dívidas e de quebra poupar e começar a investir. Alguns aplicativos nos ajudam nessa missão de controle de orçamento.

Conclusão

Agora, como dica final, passe a usar os juros a seu favor e não contra!

juros

Anúncios