DICIONÁRIO

Termos do mercado financeiro em uma linguagem simples e prática

Entre de vez no mundo dos investimentos

  • AÇÕES

Ações são títulos emitidos por empresas.

Quem compra uma ação se torna, de certo modo, dono de um pequeno pedaço da empresa. A compra e venda das ações é realizada através da negociação na Bolsa de Valores. Antes de comprar uma ação, no entanto, você deve ter conta aberta em alguma instituição financeira credenciada.

 

  • BOLHAS FINANCEIRAS

As Bolhas Financeiras ocorrem quando o preço de um ativo fica muito maior do que o seu preço justo ou fundamental.

 

  • CANDLESTICK

Representa a variação de determinado ativo/ação em um determinado intervalo de tempo, podendo ser 1 min, 15 min, 30 min, 1 h, 1 dia, etc.

A Análise Técnica utiliza padrões e sequências de Candlesticks para determinar se o ativo tem probabilidade de subir ou descer, se poderá haver tendência de alta ou de baixa.

 

  • CDI

Certificado de Depósito Interbancário é o nome dado ao título emitido por instituições financeiras que lastreiam as operações do mercado interbancário, ou seja, transações entre bancos. Um banco que tem reservas financeiras transfere recursos para um banco que necessita de capital para repor seu caixa.

O CDI é uma taxa média dos empréstimos entre bancos de um dia. O CDI costuma acompanhar de perto a variação da taxa Selic.

 

  • CUSTO DE OPORTUNIDADE

Custo de algo em termos de uma oportunidade renunciada. Por exemplo, quando compramos algo, além de estarmos gastando dinheiro, estamos perdendo a oportunidade de investir essa mesma quantia.

 

  • DEBÊNTURES

São títulos de Renda Fixa emitidos por empresas. Não existe garantia do FGC. A garantia é chamada de garantia “real”, ou seja, o próprio negócio. Elas não possuem um padrão. Podem pagar juros mensais, semestrais, anuais, etc. Têm prazos longos e você pode vender no mercado secundário.

 

  • DERIVATIVOS

É um ativo financeiro cujo valor depende (deriva) diretamente do valor de outro ativo.

Exemplo: a Ação é um ativo e a Opção é um derivativo da Ação, ou seja, seu valor varia conforme o valor de seu derivado varia.

 

  • DIVIDENDOS

Quando uma empresa distribui o lucro para seus acionistas, dizemos que ela está pagando dividendos. Lucre com os dividendos das melhores empresas. Saiba mais.

 

  • FGC

É uma instituição não financeira com o objetivo de assegurar o investidor em casos como liquidação extrajudicial de instituições financeiras e reconhecimento, pelo Banco Central, de insolvência da instituição associada.

De forma resumida podemos dizer que caso seus investimentos estejam em instituições associadas ao FGC e estas venham a falência, você terá seus investimentos de volta acrescidos do lucro até a data de decretação da falência. Saiba mais.

 

  • FUNDOS DE INVESTIMENTOS

Aplicação financeira com o objetivo de obter lucro para os cotistas (quem investe através do fundo).

Funciona de maneira análoga a um condomínio, onde quem paga está delegando a administração do condomínio a terceiros. No fundo de investimento o condomínio é o dinheiro do investidor. Ou seja, você empresta seu dinheiro para que ele seja administrado pelo fundo. Existem os mais diversos tipos de fundos, cada um investe em um tipo específico de investimento: Ações, Renda Fixa, Cambial, Multimercado, etc.

 

  • HEDGE

Hedge é uma estratégia de proteção para investimentos de risco, que neutraliza a posição comprada ou vendida para que seu preço não varie. Ao fazer uma operação de heading, o investidor tem como objetivo eliminar a possibilidade de perdas futuras.

A estratégia foi criada pelo mercado de commodities agrícolas. Foi em Chicago no começo do século XIX, na CBOT, que os pecuaristas pela primeira vez pré-fixaram o valor das sacas de trigo, soja, milho, e etc, para evitar prejuízos no caso de queda súbitas do valor das mercadorias. Em inglês, o significado de hedge corresponde a cerca.

Funciona como uma apólice de seguros, garante ao agente que este não terá prejuízos.

 

  • HOME BROKER

O Home Broker é a interface utilizada para investir, principalmente, em ações. Permite que você negocie ações via internet facilmente. Funciona como uma mesa de operações digital.

Muitas corretoras já utilizam Home Broker altamente editável. Você adiciona as ações que decidir acompanhar e através do próprio Home Broker você compra e vende as ações.

 

  • IBOVESPA

Ibovespa é o índice da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo, a BM&F BOVESPA. O IBOV, sigla do índice, é uma espécie de carteira de investimentos teórica, em que são listadas as ações mais negociadas da bolsa paulista, que acabam por ser as companhias nacionais mais relevantes no mercado financeiro brasileiro.

 

  • INFLAÇÃO

Literalmente, o termo Inflação significa o efeito de inflar ou inchar. Ou seja, ela significa um aumento de preços, seja em produtos ou serviços. Devido a este aumento significativo nos preços, podemos dizer que, constantemente, o poder de compra diminui se o nosso salário não aumenta.

O principal indicador para medir a Inflação é o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

 

  • IPO

Sigla em inglês para Initial Public Offering. Em bom português “oferta pública inicial”. É o nome dado ao primeiro lançamento público de parte de ações de determinada empresa, passando, assim, a serem negociadas na Bolsa de Valores.

O lançamento pode ocorrer de duas formas: ofertas primárias e ofertas secundárias.

Ofertas Primárias: correspondem à venda de novas ações que estão em posse da empresa. o volume de capital arrecadado fica com a companhia.

Ofertas Secundárias: correspondem à venda de ações que já existem e estão em posse dos sócios controladores da empresa. Neste caso, o volume de capital arrecadado vai diretamente para os sócios.

 

  • JUROS

É o aluguel do dinheiro, seja para emprestar (rendimentos de uma aplicação financeira, por exemplo), seja para tomar emprestado (financiamento ou empréstimo, por exemplo).

 

  • LCA

Letra de Crédito do Agronegócio. Investimento de Renda Fixa isento de Imposto de Renda. É um título de crédito emitido por instituições financeiras públicas ou privadas (bancos), com o objetivo de obter recursos para financiar o setor agrícola. Quando você compra uma LCA, você empresta dinheiro para o agronegócio e recebe, em troca, seu dinheiro acrescido de uma taxa de juros.

 

  • LCI

Letra de Crédito Imobiliário. Investimento de Renda Fixa isento de Imposto de Renda. É um título de crédito emitido por instituições financeiras públicas ou privadas (bancos), com o objetivo de obter recursos para financiar o setor imobiliário. Quando você compra uma LCI, você empresta dinheiro para financiamento de imóveis e recebe, em troca, seu dinheiro acrescido de uma taxa de juros.

 

  • LIQUIDEZ

A liquidez no mercado financeiro tem seu conceito ligado a facilidade com que um ativo se transforma em dinheiro. Podemos dizer que a liquidez de um imóvel é baixa, pois não é de um dia para o outro que conseguimos vendê-lo. Já a liquidez de um título do Tesouro Direto é alta, pois sempre que vendemos nosso título de volta para o Tesouro, ele recompra pelo preço de mercado em pouco tempo.

 

  • MARGEM DE LUCRO

A margem de lucro é um indicativo do quanto a empresa tem lucratividade nas atividades que realiza, em valores percentuais.

Esta margem serve para determinar o valor que um produto deve ser vendido, que é considerando todos os custos que a empresa possui, sejam estes variáveis, fixos, impostos ou depreciações, como exemplos: custos operacionais; custos de depreciações e amortizações; gastos em compras de matérias-primas ou mercadorias; despesas tributárias (como PIS, COFINS, ISS, Imposto de Renda, entre outros).

 

  • PRÊMIO DE RISCO

Para correr riscos, em certos momentos, é necessário recompensas. O prêmio de risco é o nível da recompensa que torna o risco atrativo.​

 

  • RENDA FIXA

É o termo a que se refere a qualquer tipo de investimento que possui remuneração paga em intervalos e condições preestabelecidas. Esse tipo de investimento pode ser entendido como um empréstimo onde o investidor concede dinheiro a uma entidade em troca do pagamento de juros. Ex.: Tesouro Direto, CDB/RDB, LCI/LCA, LC, CRI/CRA, Debênture, COE, etc.

 

  • RENDA VARIÁVEL

É o termo a que se refere a um tipo de investimento cuja remuneração ou retorno de capital não pode ser dimensionada no momento da aplicação nem em nenhuma data. Possui risco de moderado a altíssimo. Ex.: Ações, Fundos de Ações, Opções, Ouro, Fundos de Investimento Imobiliário, etc.

 

  • SELIC

Também conhecida como a taxa básica de juros. É a taxa de financiamento no mercado interbancário para operações de um dia, ou overnight, que possuem lastro em títulos públicos federais, títulos estes que são listados e negociados no Sistema Especial de Liquidação e Custódia.

 

  • SPREAD BANCÁRIO

É a diferença entre o que os bancos pagam na captação de recursos e o que eles cobram ao conceder um empréstimo para uma pessoa física ou jurídica. No valor do Spread Bancário estão embutidos também impostos como o IOF e o CPMF. Nesse contexto, o termo “spread” significa “margem”.

Anúncios