5 Motivos que fazem a Renda Fixa ser melhor do que o Bitcoin

Tempo de leitura: 6 minutos

Renda Fixa (segurança e baixa rentabilidade) vs Bitcoin (risco e alta rentabilidade)

Introdução

A Renda Fixa é o tipo de investimento mais tradicional que temos no Brasil. Certamente o maior exemplo é a Poupança, investimento mais popular do país apesar de não ser nem de longe um dos mais rentáveis.

Já o Bitcoin nem é considerado investimento, pelo menos ainda não. É relativamente novo e ainda está buscando uma consolidação. Talvez seja a moeda do futuro, talvez não. O fato é que ninguém pode afirmar isso com absoluta certeza.

Primeiro de tudo eu sei que pode parecer meio complicado comparar um investimento de Renda Fixa com um produto de especulação, como o Bitcoin. Porém, de fato, muitos pseudo-investidores surgiram junto com a moda das criptomoedas. Além disso, o número de “investidores” em Bitcoin chegou a ultrapassar o número de investidores em Ações, por exemplo.

Reportagem de 20/01/2018 do Portal G1: “Bitcoin já tem mais que o dobro de investidores da bolsa no Brasil”. A mesma matéria também diz: “Este grupo também superou a soma de todos os investidores ativos do Tesouro Direto, uma das aplicações mais populares do país, com recordes recentes de adesão”.

Isso é ou não é alarmante?

Veja agora porque a Renda Fixa é, sem dúvidas, uma opção melhor do que Bitcoin ou qualquer outra criptomoeda.

MOTIVO 1 – É regulada

Os investimentos de renda fixa possuem regulações de regulações, a começar pelo CMN (Conselho Monetário Nacional), que é o órgão máximo do nosso Sistema Financeiro Nacional (SFN). O CMN tem por objetivo, entre outros:

  • Propiciar o aperfeiçoamento das instituições e dos instrumentos financeiros, com vistas à maior eficiência do sistema de pagamentos e de movimentação de recursos.
  • Zelar pela liquidez e solvência das instituições financeiras.
  • Disciplinar o crédito em todas as suas modalidades e as operações creditícias em todas as suas formas, inclusive prestações de quaisquer garantias por parte das instituições financeiras.
  • Expedir normas gerais de contabilidade e estatística a serem observadas pelas instituições financeiras.

Além disso, o SFN possui um órgão autorregulador chamado ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

Portanto, como resultado, há disciplina e ordem no mercado financeiro tradicional.

MOTIVO 2 – Tem tradição

Já temos muitos anos de renda fixa, o que torna possível traçar alguns padrões. A Selic, balizadora da maioria dos investimentos em renda fixa, de um modo geral vem atingindo patamares menores ao longo do ano. Assim como os juros reais, que também apresentam, no longo prazo, uma tendência de queda. Mesmo com uma rentabilidade cada vez mais baixa podemos aproveitar as crises econômicas, pois apresentam excelentes oportunidades. Podemos também especular com o Tesouro Direto e ter ganhos de renda variável com baixo risco, mas isso é tema pra outro artigo.

Não possuímos dados suficientes sobre o Bitcoin para que possamos projetar algum futuro. Ainda mais que já surgiram e irá continuar surgindo diversas outras moedas.

MOTIVO 3 – É segura

A renda fixa pode ser entendida como um financiamento para a instituição financeira na qual colocamos nosso dinheiro. Consequentemente conhecemos o risco que estamos correndo – o da instituição financeira para qual emprestamos dinheiro quebrar.

O risco do Bitcoin ainda é desconhecido a ponto de não poder ser medido, ao contrário do que acontece com a renda fixa e até mesmo com fundos de investimentos e com a renda variável. O Bitcoin não possui nenhum mecanismo de segurança como o FGC (Fundo Garantidor de Créditos) na renda fixa. Nem mesmo podemos saber se nossos dados pessoais e nosso dinheiro estão seguros.

MOTIVO 4 – Não sofre tantas oscilações

Quando falamos que o investimento A é melhor do que B não estamos dizendo simplesmente que A rende mais do que B, mas um fato inegável é que, quanto maior é o risco, maior é a chance de ganhos. Porém, apesar de o histórico de A com relação a B ser melhor no fator rendimento, isso de maneira alguma exclui o fato de A ser arriscado. O risco não falha e alguma hora a conta chega. E para não pagar essa conta é necessário bastante estudo e acompanhamento.

Peguemos como exemplo ano de 2017 em que o Bitcoin rendeu incríveis 1300% enquanto, no mesmo período, o Tesouro Selic, título público mais conservador, rendeu em torno de 8% a.a. Isso poderia nos mostrar que o Bitcoin é muito melhor do que o Tesouro Selic. Porém, só no começo de 2018, o Bitcoin já perdeu mais da metade do seu valor.

O que tudo isso indica é que, apesar de grandes altas como a citada, o risco existe e uma hora ele aparece.

No final das contas quem rendeu mais? O título público mais conservador ou o Bitcoin?

MOTIVO 5 – É possível saber quanto terá em uma data futura

Para aqueles mais aventureiros, talvez o Bitcoin seja um baita jogo, excitante e possibilitador de fazer alcançar algum dinheiro de forma mais rápida. Talvez uma loteria. Em contraste, tenha em mente que risco e rentabilidade são inversamente proporcionais. Logo, quanto maior é a possibilidade de retorno, muito maior é o risco.

Já com a Renda Fixa você sabe quase que exatamente quanto irá ganhar e qual risco está correndo. Muitos riscos na Renda Fixa são extremamente minimizados. Como com a garantia do FGC já citado.

A Renda Fixa é o termo a que se refere a qualquer tipo de investimento que possui remuneração paga em intervalos e condições preestabelecidas. Esse tipo de investimento pode ser entendido como um empréstimo onde o investidor concede dinheiro a uma entidade em troca do pagamento de juros.

Ex.: Tesouro Direto, CDB/RDB, LCI/LCA, LC, CRI/CRA, Debênture, COE, entre outros.

Conclusão

Muitos ainda procuram aquele milagre que o farão uma pessoa rica, mas esses mesmos não estão dispostos a lutar por isso no dia-a-dia. E por isso afirmo para você que, se você quer alcançar uma situação confortável financeiramente, é a Renda Fixa que será a base para isso.

Finalmente, a sua consistência em investir na Renda Fixa é que te dará o conforto e a liberdade financeira. Não é à toa que especialistas recomendam uma carteira majoritariamente em investimentos de Renda Fixa. Apenas uma porcentagem pequena para especulação.

Se você quer aprender a investir na Renda Fixa com apenas R$ 1, veja este artigo aqui.

Anúncios